Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica em greve no dia 31 de Janeiro

Técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica em greve no dia 31 de Janeiro

Análises clínicas, raio x, cardiologia, audiologia, farmácia, neurofisiologia e cirurgias programadas serão algumas das áreas afetadas por esta paralisação!

No próximo dia 31 de janeiro, os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) juntam-se à greve, decretada para a função pública, e voltam a paralisar o Serviço Nacional de Saúde. Análises clínicas, raio x, cardiologia, audiologia, farmácia, neurofisiologia e cirurgias programadas serão algumas das áreas afetadas por esta paralisação. O dia ficará ainda marcado pela adesão, destes profissionais, à manifestação nacional agendada, pelas 14h30, no Marquês do Pombal, em Lisboa. Na base desta greve está a defesa de aumentos salarias justos e a defesa dos serviços públicos.

Os TSDT protestam ainda contra o encerramento, UNILATERAL, por parte do Governo, do processo negocial da revisão da carreira dos TSDT, relativamente à transição e grelha salarial, e sem acordo das Associações Sindicais e exigem:

  • Aumentos salariais justos pela recuperação do poder de compra de todos os trabalhadores da Administração Pública;
  • Alteração ao Decreto-Lei 25/2019 de 11 de fevereiro, que contenha transições justas para os TSDT nas três categorias da carreira e uma grelha salarial equiparada a outras carreiras da Administração Pública, com o mesmo nível habilitacional e profissional;
  • Que todo o tempo de serviço e a avaliação de desempenho anterior ao processo de transição para a carreira especial dos TSDT releve para efeitos de progressão e alteração de posição remuneratória;
  • O correto descongelamento dos TSDT efetuado na nova tabela salarial, independentemente do vínculo laboral;

Trata-se de uma luta, por justiça e equidade, à qual se juntam 18 profissões das áreas de diagnóstico e terapêutica que se desenvolvem em complementaridade funcional com outros grupos profissionais da saúde, com igual dignidade e autonomia técnica de exercício profissional. São elas: Técnico de análises clínicas e de saúde pública, Técnico de anatomia patológica, citológica e tanatológica, Técnico de audiologia, Técnico de cardiopneumologia, Dietista, Técnico de farmácia, Fisioterapeuta, Higienista oral, Técnico de medicina nuclear, Técnico de neurofisiologia, Ortoprotésico, Ortoptista, Técnico de prótese dentária, Técnico de radiologia, Técnico de radioterapia, Técnico de saúde ambiental, Terapeuta da fala, Terapeuta ocupacional.

A greve está decretada entre as 00:00h e as 24 horas, do dia 31 de janeiro, para o Continente e Açores, onde serão apenas assegurados os serviços mínimos previstos na lei.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos