Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

‘Cuidados de saúde na era da tecnologia’ foi mote para o Congresso Nacional de Esclerose Múltipla

‘Cuidados de saúde na era da tecnologia’ foi mote para o Congresso Nacional de Esclerose Múltipla

Nos passados dias 6 e 7 de Dezembro, realizou-se mais uma edição do Congresso Nacional de Esclerose Múltipla, desta feita organizado pela Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM), Associação Nacional de Esclerose Múltipla (ANEM) e Associação Todos com Esclerose Múltipla (TEM). Numa era de forte inovação tecnológica, “Saúde 3.0: melhores cuidados ao doente com EM” foi o tema em foco numa iniciativa que pretendeu ser uma reflexão e promoção das novas oportunidades terapêuticas e sociais para quem sofre de esclerose múltipla (EM).

Contando com mais de 200 participantes, o Instituto Superior Técnico (IST) – Campus do Tagus Park, em Oeiras – serviu de palco para receber pessoas com a doença, familiares e especialistas de distintas áreas, nomeadamente da comunidade académica, do Conselho Português do Cérebro, do Infarmed, da Ordem dos Médicos, da Segurança Social, do Instituto Português da Juventude e Desporto, da Associação de Administradores Hospitalares e do Grupo de Estudos da Esclerose Múltipla, que num ambiente intimista, acompanharam e participaram em diferentes workshops, apresentações dinâmicas e painéis de discussão.

A par dos múltiplos momentos, o evento lançou dois projetos inovadores contando com a presença de Anne Winslow e Nora Kriauzaitė, da Plataforma Europeia de Esclerose Múltipla, que apresentaram a versão portuguesa do MS Nurse PROfessional: uma formação online e gratuita para enfermeiros, presente em 34 países europeus e agora também disponível em português. Com a tutoria dos psicólogos da SPEM, Dr. Francisco Pereira e Dra. Carolina Trindade a versão em português da aplicação de treino cognitivo MS Cognition foi demonstrada pela primeira vez e entrará na prática clinica já em 2020. Os programas existentes em Portugal para a Juventude e que poderão dar suporte às iniciativas dos jovens com Esclerose Múltipla foram explicados  pela Drª Sónia Vermelho, do Instituto Português do Emprego e Juventude (IPDJ).

Segundo Alexandre Guedes da Silva, um dos três Chairmans do Congresso, esta foi uma oportunidade única de reunir toda a família da Esclerose Múltipla em redor de um mesmo objetivo que foi o de mostrar que é possível, em parceria e com a contribuição de todos, colocar a inovação e a tecnologia ao serviço do cuidado das pessoas com Esclerose Múltipla e naturalmente a todos  os cidadãos com patologias do Cérbero e do Sistema Nervoso Central.

De acordo com as associações organizadoras, o Congresso Nacional de EM passará a ter uma realização anual, com o objetivo de fomentar a colocação da patologia na agenda dos principais elementos decisores e da comunidade científica.

 

Sobre a Esclerose Múltipla  

A esclerose múltipla (EM) é uma condição inflamatória crónica do sistema nervoso central e é a doença neurológica mais comum, não traumática e incapacitante em jovens adultos. Estima-se que cerca de 2,5 milhões de pessoas têm EM a nível mundial. Embora possam variar, os sintomas mais comuns da EM incluem visão turva, dormência ou formigueiro nos membros e problemas em termos de força e coordenação. As formas recidivantes da EM são as mais comuns. Embora existam muitos tratamentos para conter a evolução da doença, ainda não existe a possibilidade de cura.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos